Número total de visualizações de página

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Uso e abuso de detectores de metais

Detectores de metais

Á semelhança de Portugal, também a Bulgária proibiu o uso de detectores de metais, tendo em vista a salvaguarda do seu património.

Em Portugal, esta questão encontra-se regulamentada desde 1999 (Lei 121/99, de 20 de Agosto).
"É proibida a utilização de detectores de metais na pesquisa de objectos e artefactos relevantes para a história, para a arte, para a numismática ou para a arqueologia".

No entanto, encontra-se facilmente à venda na Internet, com publicidades do tipo:
"Para caçadores de tesouros e para quem gosta de brincar na praia! Consegue encontrar metais enterrados no solo e pode ajustar a sensibilidade do Detector de Metal para encontrar o tipo de metal que deseja encontrar."
"Enriqueça procurando ouro e moedas"

3 comentários:

  1. É curioso que os países chamados evoluídos como os Estados Unidos ou na Europa como a Alemanha, o Reino Unidos, a França entre outros, tem regulado e é legal a utilização de Detector de metais por particulares, como hobby, e no caso particular do Reino Unido mais de 50% dos achados anuais, de objectos de interesse histórico, são feitos por pessoas que tem como o hobby a utilização de detector de metais.
    Mas em Países como Portugal ou a Bulgária, que sinceramente não sei como “qualificar” é mais fácil PROIBIR, do que criar leis inteligentes e modelos de controlo, para que quem gosta de passar bons momentos junto da natureza e que não busca em particular saquear os tesouros arqueológicos os possa fazer.
    E o que no fundo acontece é que muitas pessoas clandestinamente saqueia e destrói achados e locais arqueológicos.
    È urgente alterar a lei para que quem tem como hobby o Detectorismo, não seja tratado como criminoso, se regule a utilização e se nas zonas permitidas por acaso se encontrar algum artefacto de interesse, se incentive a que seja comunicados a entidades competentes, para que possa ser tratado estudado e que no final seja colocado em museus ou núcleos museológicos para que todos possamos desfrutar da nossa história, e não vá para a caixas que ficam em arrecadações a ganhar pó ou à casa particular de alguns (como de resto hoje acontece).
    Talvez se sobre esta matéria, os nosso políticos estudarem o modelo e as leis do Reino Unido, talvez possam evoluir e aprender de como, em países desenvolvidos se tratam estes temas, e não é por ser permitido o Detectorismo, que os artefactos históricos são saqueados, antes pelo contrario, os museus Britânicos devem grande parte das peças, ao “trabalho” dos cidadãos responsáveis que tem como hobby o Detectorismo.

    ResponderEliminar
  2. Para que seja mais fácil e esclarecedor quando me refiro as vantagens e a forma como o reino Unido trata de este tema aconselho a visita a:
    www.britarch.ac.uk
    www.finds.org.uk

    Onde se pode ter uma ideia clara da forma inteligente de tratar de estes temas.
    Obrigado

    ResponderEliminar
  3. Este e o Pais onde nasci e me considero orgulloso de ser Portugues, cada vez mais indignado e envergonhado com as politicas e as atitudes dos seus cidadoes

    ResponderEliminar