Número total de visualizações de página

quinta-feira, 25 de março de 2010

Cafés com Ciência

"Ao longo dos últimos séculos a actividade florestal e o património arqueológico têm convivido quase pacificamente, fruto da utilização de meios e de técnicas de florestação pouco devastadoras.


Nos últimos 30 anos ocorreu um profundo volta-face neste equilíbrio, com a utilização de meios técnicos poderosos na mobilização do solo e uso de técnicas de plantio fortemente intrusivas, repercutindo-se estes factos na destruição maciça de património arqueológico.

Este fenómeno foi agravado com os grandes incêndios florestais da última década e, consequentemente, pelo corte, arrasto, transporte da madeira queimada, replantio e instalação de infra-estruturas.

A perda em tão grande extensão de massa florestal, provocada pelos incêndios, expõe também os solos a uma erosão acelerada com repercussões na estabilidade e na integridade de monumentos e sítios arqueológicos.

Este conjunto de preocupações relativas ao património construído e em particular ao património arqueológico é acrescida quando constatamos que estão omissos em importantes documentos que definem a política florestal do país".

Estas e outras questões envolvendo esta temática serão o tema da conversa no café de ciência no dia 26 de Março de 2010.

Inquietações:

Ciclo de Cafés de Ciência
Um café de ciência apresenta-se como um espaço onde de uma forma informal e descontraída se discutem temas, se esclarecem dúvidas, se aprofundam conhecimentos e se dá a conhecer o trabalho que os cientistas realizam no seu dia-a-dia.

Convidados

Dr. Francisco Henriques
Dr. Jorge Gouveia
Associação de Estudos do Alto Tejo - A.E.A.T.

Público-alvo:
Público em Geral

Local:

Bar da Floresta - Centro Ciência Viva da Floresta
Moita - Proença-a-Nova

Actividade Gratuita
http://ccvfloresta.com/actividades/agenda-de-eventos/details/41-a-arqueologia-e-a-floresta

Sem comentários:

Enviar um comentário